top of page

Pastora Júbia Morais esposa do vereador e pastor Fernando Ratzke de Ipatinga é presa por desacato

Atualizado: 31 de out. de 2023

Na tarde desta quinta-feira (26/10), foi presa a pastora Jubia Morais Coelho Soares, esposa do vereador, radialista e pastor Fernando Ratzke de Ipatinga.


Esta foto foi tirada durante a Sessão na Câmara de Vereadores de Ipatinga, onde seu esposo estava tentando passar 4 CP's Comissão Processante para cassar o mandato do Prefeito Gustavo Nunes. No calor das discussões, a esposa do vereador que estava na plateia se envolve numa discussão com o influenciador digital e cargo comissionado da Prefeitura, conhecido como Elias da Fonte.
Foto: Reprodução/Internet

De acordo com a polícia, a pastora foi presa por desacato e difamação, na delegacia de Polícia Civil, localizada no bairro Iguaçu em Ipatinga; Delegacia essa, da Mulher, da infância e Juventude.


A prisão aconteceu após a pastora dizer que um investigador da Polícia Civil seria "comprado" e que "a Polícia Civil de Ipatinga é corrompida", após perder a calma enquanto solicitava que uma pessoa fosse presa após registrar um boletim de ocorrência.

Segundo apurado pela reportagem, a mulher chegou a dizer que iria "cobrar" o investigador enquanto era levada para a viatura. Ela só silenciou após avisarem que tudo o que ela estava dizendo iria "piorar a sua situação".


Veja o Processo Criminal que foi instaurado no PJE:


Foto: Reprodução/Processo Judicial Eletrônico / NÃO corre em segredo de justiça

Entenda o caso

Na sessão do dia 20 de outubro, na Câmara Municipal de Ipatinga, a pastora Jubia, esposa do vereador Fernando Ratkz, teria agredido o influenciador digital e cargo comissionado da Prefeitura, Elias Moreira, conhecido como Elias da Fonte, e, precisou ser contida pela segurança da casa.


Durante a fatídica tarde da cita sessão, o clima foi esquentando, e, principalmente piorou, quando as 4 CP´s - Comissões Processantes, onde seu esposo, o radialista, pastor e vereador Fernando Ratzke, tentava aprovar para investigar e cassar o mandato do atual prefeito do município, Gustavo Nunes.


Só que as CP's foram derrubadas pelos vereadores, o que deixou ainda mais o clima quente na Câmara de Vereadores.


Nossa equipe de reportagem esteve na audiência e fizemos alguns vídeos, dentre eles o do momento da discussão entre algumas mulheres que agrediam fisicamente o influencer.


  • Veja no instagram o vídeo da discussão



Após a prisão da pastora esposa do vereador Fernando, Elias da Fonte, divulgou uma nota em sua rede social.

Leia a nota na íntegra "Fui surpreendido com a informação de que a esposa do vereador foi presa dentro da delegacia. Pelo que foi divulgado, ela teria dito em alto e bom som que "aqui não se resolve nada e que o negócio é matar ele", se referindo a mim diretamente.

Reitero que as medidas judiciais estão sendo tomadas e que nesse momento, a minha maior preocupação é zelar pela minha vida. Nunca imaginei que divergências políticas fossem motivo para que alguém quisesse matar outra pessoa. Confesso que estou preocupado, mas acredito na Justiça humana e, principalmente, na divina".

DIREITO DE RESPOSTA:


Antes mesmo dessa matéria ir ao ar, entramos em contato com o Vereador Fernando Ratzke, com uma pessoa que se identificou como assessor do Vereador, o Sr. Claudeci e também com a Pra. Júbia, para respeitosamente informar, que assim como outros veículos de comunicação noticiaram a matéria, nós também iríamos fazê-lo.



Nós conversamos com as 3 pessoas acima, ou pelo menos nos celulares delas, sábado e domingo.


O assessor Claudeci foi quem nos chamou ontem (29/10) pra falar de um assunto, e, aproveitamos e tocamos no assunto da prisão da pastora Jubia, que disse que "não estava autorizado a falar do assunto". Confira no print abaixo:

Foto: Reprodução: Conversa de whatsApp com Claudeci e nossa equipe de reportagem. Ele quem nos chamou primeiro.


O Ilmo. Sr. Vereador Fernando Ratzke não respondeu nossa pergunta, como se observa abaixo:


Já, a pastora Júbia Morais, acusada de "desacato" dentro da delegacia, respondeu o seguinte: "Bom dia . Solicito direito de resposta sobre a matéria veiculada , que cita meu nome". Em seguida, bloqueou nosso contato, o que causou estranheza, pois, sempre recebia via nossas listas de transmissão, nossas reportagens. Veja os 2 prints, antes de nos bloquear e depois:

  • imagem antes do bloqueio:


  • imagem pós bloqueio:



Não sabemos o motivo real do bloqueio, se foi por precaução, ou por força da detenção, ou até mesmo por orientação jurídica de advogado.


NOTA DA REDAÇÃO

Reiteremos o respeito de sempre que temos com as instituições democráticas, com os políticos eleitos pelo voto direto, mas, principalmente pela pessoa humana que está por detrás de qualquer cargo comissionado, eletivo, político e público, e, em especial a seus familiares.


Desejamos que a pastora Júbia possa provar sua inocência e que tudo se resolva da forma mais branda possível para não ferir ainda mais as pessoas envolvidas.



Esposa do pastor e vereador Fernando Ratzke continua presa mesmo após ser arbitrada a fiança no valor de quatro mil reais para sua soltura.


A pastora Jubia Morais foi presa por desacatar e difamar uma equipe de policiais civis durante um registro de um boletim de ocorrência

27/10/2023 15h00


A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), ratificou, na tarde de ontem quinta-feira (26/10), a prisão em flagrante da pastora Jubia Morais de 49 anos, esposa do também pastor e Vereador Fernando Ratzke (Cidadania), pelos crimes de "Desacato e Ameaça". A pastora foi presa após desacatar um investigador da Polícia Civil.

A pastora Jubia como é conhecida procurou a Delegacia de Mulheres, para fazer uma queixa em relação a ataques pessoais, segundo ela, sofridos no plenário da Câmara Municipal de Ipatinga, na reunião do dia 20 de outubro, na qual ela envolveu em uma confusão com um influencer da cidade, onde ela teria agredido o mesmo, sendo necessário ela ser contida pela segurança da casa.


De acordo com o Boletim de Ocorrência, a mulher do vereador de Ipatinga pastor Fernando Ratzke (Cidadania), procurou a delegacia de polícia, no bairro Iguaçu, para registrar uma ocorrência contra um influencer.

Ainda de acordo com o relato da polícia civil, a mulher se exaltou com o inspetor no momento do atendimento, e que chegou a ameaçar de morte o influencer e servidor público da prefeitura.

No Boletim de Ocorrência, foi citado que a pastora foi orientada a não fazer ameaças, para não ser responsabilizada criminalmente. No mesmo BO, ainda consta que ela acusou o inspetor de ser "comprado", afirmando que a polícia civil é um "órgão corrompido".


Hoje sexta-feira 27 de outubro, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), informou ao Jornal dos Vales que ratificou, na tarde de ontem quinta-feira (26/10), a prisão em flagrante da pastora Jubia Morais de 49 anos, e que logo após os procedimentos da Polícia Judiciária, ela foi foi encaminhada ao sistema prisional, onde se encontra a disposição da justiça. A PCMG esclarece que foi arbitrada a fiança no valor de quatro mil reais. Contudo, até o momento não houve o pagamento. Tão logo seja possível, novas informações poderão ser divulgadas.

Segundo informações extra oficiais repassadas ao Jornal dos Vales e que ainda não foram confirmadas, a pastora Jubia Morais, esposa do pastor e vereador Fernando Ratzke está detida no presídio feminino da cidade de Timóteo



fonte:https://www.jornaldosvales.com.br/noticia/44067/pastora-jubia-esposa-do-vereador-e-pastor-fernando-ratzke-de-ipatinga-e-presa- https://www.jornaldosvales.com.br/noticia/44074/esposa-do-pastor-e-vereador-fernando-ratzke-continua-presa-mesmo-apos-ser-arbitrada-a-fianca-no-valor-de-quatro-mil-reais-para-sua-soltura-



Comments


bottom of page