top of page

Bolsonaro prorroga vigência de Comitê que monitora mercado de gás até dezembro de 2022

O presidente Jair Bolsonaro prorrogou para 31 de dezembro de 2022 o prazo de vigência do Comitê de Monitoramento da Abertura do Mercado de Gás Natural. A ação ocorre no momento em que Estados e distribuidoras estão conseguindo barrar na Justiça o aumento de 50% sobre o preço do gás natural que a Petrobras deseja iniciar a partir de 1º de janeiro de 2022, alegando alta do insumo no mercado internacional.

A estatal anunciou o reajuste em novembro, mas ainda está sendo avaliado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), já que a Petrobras concentra 80% da comercialização do gás natural no Brasil. Por meio de liminar, estados como Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas e Sergipe estão conseguindo, até o momento, evitar o aumento.



Coordenado pelo Ministério de Minas e Energia em conjunto com a Casa Civil da Presidência da República, o Ministério da Economia, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o Comitê foi criado em 2019 com o objetivo de monitorar a implementação das ações necessárias à abertura do mercado de gás natural e propor ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) eventuais medidas complementares.

Cabe ao grupo elaborar relatórios trimestrais sobre o andamento do programa, além de assegurar a efetividade das medidas e dos prazos pela Petrobrás e agências estaduais. Também é tarefa do colegiado propor ações adicionais e complementares – caso os resultados estejam aquém do esperado pelo governo. A prorrogação foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 31.



fonte:https://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/bolsonaro-prorroga-vig%C3%AAncia-de-comit%C3%AA-que-monitora-mercado-de-g%C3%A1s-at%C3%A9-dezembro-de-2022/ar-AASj351?ocid=msedgntp&pfr=1

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page