top of page

Vereador Nélio do Abacaxi renuncia ao cargo por email em Coronel Fabriciano e desaparece do mapa

Nossa equipe de reportagem foi na comunidade onde o vereador nasceu - Serra Azul, no bairro Morada do Vale para saber se ele estava em uma de suas 2 casas ou na de seus parentes e ninguém sabe do seu paradeiro.


Suplente Ramonzinho assume o posto após renúncia de Nélio e decisão de Xingozinho, mas, permanece até a carta de renúncia de Xingozinho ser formalizada, pois, Ramonzinho é o 2º Suplente. Xingozinho tem 15 dias, após 31/10/23 par se manifestar por escrito, se renuncia a vaga ou aceita o cargo de vereador por 1 ano e 2 meses.


Em decisão anunciada na última terça-feira (24), o vereador Luciano Lugão, representante da Câmara de Coronel Fabriciano, anunciou em coletiva de imprensa que Nélio Damasceno, renunciou ao seu cargo. O parlamentar, que já havia solicitado licença em julho deste ano devido a razões pessoais, consolidou sua saída ao formalizar o pedido de renúncia.


Nélio, que estava em seu segundo mandato consecutivo, conquistou sua reeleição com 557 votos e sua primeira eleição, em 2016, com 745 votos, sendo conquistados pela coordenadoria de marketing que o editor-chefe da ATVDOPOVO, fez durante 2014, 2015 e 2016, pré-campanha e durante a campanha. A música (letra e música) exclusiva e de autoria do editor-chefe deste portal, que também é marketeiro político, foi peça fundamental em sua primeira eleição.


A Câmara, por meio do presidente da casa, confirmou a decisão do vereador e ressaltou que o motivo para sua licença e posterior renúncia se deve estritamente a questões de âmbito pessoal.


Após a saída de Nélio do Abacaxi, o foco se voltou para a linha de sucessão da cadeira legislativa. Leandro Tenório de Oliveira, mais conhecido como Xingozinho (PP), era o primeiro suplente, tendo recebido 544 votos. Entretanto, Xingozinho, que atualmente ocupa o cargo de diretor de gestão e sustentabilidade da ENBPar — estatal responsável pelo controle da Eletronuclear e que detém 50% da Usina de Itaipu, optou por ceder sua vaga.


Com essa decisão, Ramon Amaral, o Ramonzinho (PP), segundo suplente com 426 votos, assumiu o posto na Casa Legislativa.


Ramon, permanece no cargo, mas, será exonerado e toda a sua equipe, a partir de terça (31/10), até o Xingozinho oficializar sua renúncia ao cargo. Xingozinho tem até 15 dias para formalizar por escrito sua decisão de renúncia à vaga.


Nós estivemos na comunidade Serra Azul e conversamos com familiares e vários amigos de infância, e, separamos algumas pessoas que resolveram tocar no assunto.


Nélio, foi flagrado num local fora de sua comunidade com um cigarro na mão direita, diferente da foto dele segurando uma Bíblia, quando de sua posse.

Foto: Reprodução/anônima





Commenti


bottom of page