top of page

Urgente: Prefeitura de importante cidade de MG fechará 8 leitos de UTI

A prefeitura de Ipatinga, alega que o fechamento será por causa da diminuição do repasse do FPM - Fundo de Participação dos Municípios, que o Governo de Lula cortará, prejudicando assim a saúde. Veja a nota oficial da prefeitura:



NOTA À IMPRENSA:


A Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria de Saúde, compartilha com toda a população uma importante atualização sobre os esforços em saúde que estão sendo realizados para garantir o melhor atendimento aos munícipes. Em um contexto desafiador, tanto financeiro quanto operacional, é fundamental que todos compreendam a mudança que será implementada no Hospital Eliane Martins (HMEM).

Diante do desafio de diminuir custos, considerando o cenário atual, em que enfrentamos a redução no repasse de verbas pelo Governo Federal aos municípios, Ipatinga assim como outras cidades se vê obrigada a diminuir os custos da máquina pública a fim de adequar à realidade financeira. Assim, a Secretaria de Saúde, embasada em estudos, toma a decisão de temporariamente pausar o funcionamento dos 8 leitos da UTI 3 do HMEM, otimizando recursos e mantendo operacionais outros 20 leitos, o dobro comparado ao período pré-pandemia.

É importante frisar que o custo do leito/dia é muito alto e não é custeado em sua integridade pelo Governo Federal, ou seja, cabe ao município custear a maior parte, o que se torna inviável diante da redução dos repasses pela União a todos os municípios.

SITUAÇÃO ATUAL DOS LEITOS DE UTI

Em 2020, antes da pandemia, Ipatinga contava com 10 leitos de UTI no HMEM. Em 2021, o prefeito eleito Gustavo Nunes decidiu por ampliar esse quantitativo a fim de atender às necessidades daquele momento pandêmico, oferecendo assim um serviço mais potente à população, trazendo um pouco mais de tranquilidade e dignidade às pessoas num momento tão incerto e sofrido. Desta forma, foi construído o hospital de campanha, disponibilizando mais vinte leitos de UTI.

Após a desmobilização do hospital de campanha, dezoito leitos foram habilitados pelo Estado e mantidos no HMEM. Desde então, nosso hospital conta com três unidades de terapia intensiva: UTI 1 com 10 leitos, UTI 2 com 10 leitos e UTI 3 com 8 leitos. Adicionalmente, temos à disposição no município, em hospitais conveniados, outros 37 leitos, distribuídos em 2 Unidades de Isolamento, UTI Adulto Tipo II com 15 leitos, UTI adulto Tipo III com 10 leitos e UTI Coronariana com 10 leitos.

Reforçamos que não haverá prejuízo para nossa população, sendo que mesmo com a pausa nos 8 leitos da UTI 3, estamos mantendo o dobro de leitos em comparação ao período pré-pandemia, em 2020, quando apenas 10 leitos de terapia intensiva eram disponibilizados no HMEM.

A saúde e o bem-estar de cada cidadão continuam sendo nossa principal prioridade. Inclusive, estamos investindo em melhorias e na expansão do HMEM, incluindo a implementação de novos leitos e um Centro de Terapia Intensiva no bloco B. Esta ação faz parte de um processo gradual de adequação para atender às demandas da nossa comunidade.

Agradecemos a compreensão de todos e reafirmamos nosso compromisso em oferecer um atendimento de saúde de alta qualidade para a população de Ipatinga.


fonte: pmi/secom

bottom of page