top of page

Ipatinga; Reforço nas medidas de cuidados com a leptospirose



Foto: pmi/secom

Secretaria de Saúde divulga informações importantes para o controle da doença em períodos de chuvas intensas.

 

Com a retomada das fortes chuvas, a Secretaria da Saúde de Ipatinga alerta sobre os riscos da leptospirose, doença infecciosa causada pela bactéria leptospira, com potencial de 40% de letalidade em casos graves. Transmitida pela urina de animais infectados, como ratos, morcegos e cães, os sintomas incluem febre, dor de cabeça, dor muscular, calafrios e mal-estar geral.


Durante períodos de alagamentos, enxurradas e inundações, o contato com água contaminada aumenta a preocupação. Segundo o médico veterinário, Mauro Liberato, a transmissão ocorre pelo contato direto com a urina de animais infectados, especialmente se houver arranhões ou ferimentos.

"A lama de enchentes tem alto poder infectante e adere a móveis, paredes e chão. Recomenda-se retirar essa lama (sempre com a proteção de luvas e botas de borracha) e lavar o local, desinfetando-o a seguir com uma solução de hipoclorito de sódio a 2,5%, na seguinte proporção: para 20 litros de água, adicionar duas xícaras de chá (400mL) de hipoclorito de sódio a 2,5%. Aplicar essa solução nos locais contaminados com lama, deixando agir por 15 minutos”, explica o veterinário.


O período de incubação, ou seja, intervalo de tempo entre a transmissão da infecção até o início das manifestações dos sinais e sintomas, pode variar de 1 a 30 dias e normalmente ocorre entre 7 a 14 dias após a exposição a situações de risco.


DENÚNCIAS

As denúncias sobre descarte irregular de lixo e entulhos, lotes vagos sem manutenção ou abandonados devem ser encaminhadas à Ouvidoria Municipal por meio do telefone 156 ou pelo número 3829-8514.


Como se prevenir da leptospirose:

  • Controlar a população de ratos é fundamental. Manter o ambiente limpo é essencial.

  • Evitar entrar em áreas lamacentas ou locais de criação de animais sem proteção adequada, como luvas e botas.

  • Ensacar o lixo doméstico e colocá-lo fora de casa pouco antes da coleta.

  • Manter limpos quintais, terrenos baldios, ruas e córregos, evitando entulhos e objetos inúteis.

  • Limpar terrenos baldios, murá-los e mantê-los sem lixo.

  • Manter a caixa d’água limpa e bem tampada para evitar a invasão de ratos.



fonte: PMI/SECOM

bottom of page