top of page

Eleições na Argentina: Patricia Bullrich ataca governo e indica que não apoiará candidato governista


Foto: Reprodução/internet/exame

Candidata de centro-direita ficou em terceiro lugar na disputa pela Presidência

Patricia Bullrich, candidata que chegou em terceiro lugar na disputa presidencial, fez ataques ao atual governo da Argentina em seu discurso de derrota.

"O populismo empobreceu o país, e não vou celebrar que chegue ao governo quem fez parte do pior governo da história da Argentina, que repartiu dinheiro e endividou ainda mais o país", discursou, ao lado do ex-presidente Mauricio Macri, na noite deste domingo, 22.

Bullrich teve 23,83% dos votos e ficou em terceiro lugar. A disputa presidencial segue entre Javier Milei, deputado ultraliberal, e Sergio Massa, atual ministro da Economia, candidato governista e de esquerda. Assim, os votos dela terão peso importante para definir o resultado.

Como ministro, Massa tomou medidas como pagar benefícios extras para argentinos pobres e dar alguns descontos em impostos para empresas. Também buscou se afastar do atual presidente, Alberto Fernández, que não apareceu na campanha.

"Hoje aceitamos a derrota, mas temos convicção profunda de que os valores que levamos, da transparência, da luta contra a corrupção, que se deve abandonar o populismo para acabar com a pobreza", prosseguiu.

Nota da Redação: "Se esta candidata não fizer como a Simone Tebet no Brasil, apoiando o candidato do $i$tema (esquerda), e apoiar o MILEI no segundo turno, o país vizinho de fronteira com o Brasil, poderá voltar a ser governado pela direita novamente, após vários anos de pobreza."

fonte: https://exame.com/mundo/eleicoes-na-argentina-patricia-bullrich-ataca-governo-e-indica-que-nao-deve-apoiar-massa/

Comments


bottom of page